Tá achando que só de celular e pose vive a arte de tirar fotos de figuras de ação? Pois é, sabia que existe pessoas, que nem o artista Jared Middleton, que vai além disso. Confira o vídeo abaixo:

Sempre que alguém me pergunta se vale a pena ir na Comic Con Experience, eu respondo da seguinte forma: “Olha, é trabalhoso e cansativo, as vezes você pode se decepcionar com preços e filas, mas a maioria das vezes, você vê coisas incríveis que nunca tivemos aqui no Brasil, e eu acho sacanagem não participar e apoiar essa iniciativa”.

Porque a verdade é essa mesmo: O grupo dos organizadores (Omelete, Pizii Toys e Chiaroscuro) fizeram o inimaginável em despertar em empresas tão adoradas pelo público nerd a vontade de se juntar e realizar atrações incríveis para o povo brasileiro.

Continue lendo

São Paulo capital é uma das cidades mais plurais do Brasil, tendo “tudo que você possa imaginar” disponível. Isso não é diferente com o mundo geek, com diversas opções para os mais variados gostos e “tribos”. Pensando nisso, decidimos escolher cinco lugares geeks que todo amante desta cultura deve ir pelo menos uma vez na vida.

Checkpoint na Ludus Luderia
Este é um bar especializado em jogos de tabuleiro com mais de 900 jogos e monitores que te ensinam a jogar. Um lugar descontraído localizado na Rua Treze de Maio, 972, no Bela Vista, perfeito para você levar sua namorada(o) para conhecer o mundo geek enquanto toma uns bons drinks.

Continue lendo

Bons tempos quando os brindes das comidas, revistas e promoção não eram digitais, não precisavam inteirar mais dinheiro e eram realmente legais. Se você é um noventista com orgulho, vai se lembrar da ótima coleção que inaugurou a nova era da Revista Recreio, tradicional impresso voltado para as crianças e pré-adolescentes, com atividades, entrevistas e muita informação legal.

Caso não saiba, os Letronix, lançados em 1996, eram brinquedos que representavam as letras do alfabeto que se transformavam em heróis, que, sob o contexto criado pela revista, eram guerreiros robóticos que lutavam contra a escrita errada e a falta de conhecimento.

Criados originalmente como Alpha-Bots pela Lakeshore, uma empresa da Califórnia fabricante de produtos educativos para crianças, a versão tupiniquim foi lançada em uma década que os fez um dos brindes mais incríveis do Brasil, mas que hoje em dia você sabe que tudo é produzido na China, sendo que inclusive pode comprar a coleção completa deles por R$87 no AliExpress.

O foco real dessa postagem é para a coleção Super Alphabet Robot Combiners, lançada em 2017 na Coréia do Sul, composto de letras gigantes que, além de virar veículos pesados, se juntavam em um megazord para combater seja lá o que for. Veja abaixo algumas fotos e o vídeo da montagem da primeira coleção, com as letras A B C D E F e G.

Onde assina a revista?

A vantagem de curtir as coisas do Fakes Forge é que você não passa vontade de nada, já que nada disso existe. Então, curta sem remorso ou culpa, os itens colecionáveis a seguir.

Continue lendo