Na minha opinião, por muito tempo, a disputa entre as gigantes cinematográficas de animação nem era tão… disputada, a Pixar sempre colocou a DreamWorks no bolso, nem tanto por sua técnica de animação, mas sim por seus roteiros mirabolantes, universos detalhados e incrível mitologia dos filmes, enquanto a DreamWorks apenas fazia filmes de animais engraçaralhos.

Mas isso teve uma reviravolta nos últimos anos graças a alguns títulos, começando com o divertidíssimo Kung Fu Panda (ansioso pelo 3º), passando pela Origem dos Guardiões (nem sei se vai ter mais) e chegando a estrela, não só do momento, como de toda essa dissertação, que é a franquia animada de Como Treinar seu Dragão!

como treinar dragao zona nerd 1

Como Treinar o Seu Dragão
A saga começa com o que  parecia que seria mais um filme padrão de animal surtado da DreamWorks, só que com dragões, mas ele se revela muito mais profundo que isso, quando mostra um franzino viking chamado Soluço, que além de ter que aguentar a cobrança de macheza de seu pai (e líder da ilha de Berk), tem que lidar com esse novo problema, que é um dragão ferido aos seus cuidados.
Continue lendo

Meu apreço pela Marvel se estende por vários personagens de seu universo mas se sustenta em uma forte trindade: Homem-Aranha, Homem de Ferro e X-Men. Meu negócio é muito mais longa-metragens e animações, eu já havia conseguido tratar desse assunto sobre os dois primeiros alicerces (textos que você pode ler aqui e aqui), mas aproveitando todo o clima mutântico dessa semana, venho aqui com muito orgulho mutante para encerrar essa trilogia de Marvel na telinha.

The Marvel Super Heroes – X-Men
A primeira aparição animada dos X-Men aconteceu em 1966, na série The Marvel Super Heroes, em que cada semana, contava a aventura de um herói diferente. Foi em uma episódio do Namor, que o atlântico havia pedido uma ajuda para enfrentar a ameça do Doutor Destino, é então que entram o Professor Careca e sua turma de heróis conhecida hoje como A Primeira Classe, composta de Ciclope, Jean Grey (como Garota Marvel), Fera, Anjo e Homem de Gelo.

Essa série da Marvel consistia em histórias em quadrinhos animadas, muito distante dos curtas de motion-comics que vemos hoje em dia, era um processo trabalhoso que gerava um resultado duvidoso, mas que sem dúvidas, era extremamente inovador e divertido na época. Há quem goste de ver isso até hoje, eu não me incluo nessa. Veja o episódio dos X-Men completo.
Continue lendo

Havia tempo em que eu não aguardava tão ansioso por um final de série, seja porque eu estava realmente curioso com o destino dos personagens ou simplesmente porque não aguentava mais toda a enrolação da última temporada. Mas por bem ou por mal, essa jornada acabou, e agora vamos passar o resto da vida dando pitacos sobre isso.

how i met your mother finale 1

Antes de tudo, só gostaria de deixar claro por antecipação que, eu gostei do final de How I Met Your Mother. Achei incrível como, depois de você já receber de bandeja todas as informações sobre o futuro dos personagens, ainda é surpreendido! O que vou fazer nos próximos parágrafos é somente dizer o porque de eu ter gostado, além de começar uma discussão sadia sobre o final dessa saga. Claro que o texto terá uma quantidade violenta de spoilers, então leia apenas se você já terminou de ver a série.
Continue lendo

Como sempre, tudo muito bem organizado e distribuído, tudo tinha seus espaço: os games, o palco, as banquinhas de produtos e a área livre pra deitar e rolar na grama.

O ponto alto do meu dia foi ter a chance de conhecer o dublador Fábio Lucindo, famoso por personagens como Ash e Kuririn. A palestra mesmo dado por ele foi bem curiosa, onde contou um pouco de sua carreira, ensinou os primeiro passos para quem quer ser dublador, e contou uma curiosidade bem bacana da dublagem de pokémon que eu não sabia.

fabio lucindo perlato zona nerd

No começo da dublagem do anime, os diretores cogitaram traduzir o nome dos pokémons, mas logo abandonaram e ideia, pelo trabalho que ia dar de fazer a redubalgem, e de toda a comunicação visual do Pokémon, mas Lucindo chegou a lembrar alguns dos nomes cogitados, que foram “Pombootto” e “Borbolivre”, consegue imaginar quais seriam esses?

Todas as oficinas e salas de atividades estavam bem cheias, coisa que me alegra muito em ver, já que o que se precisa nesses eventos são atividades diferentes, motivos legal para sair de casa num domingo para ver os otakus freaks.

Não consegui aproveitar tanto o evento como gostaria, mas com certeza dá para se perceber que a Avalon sempre faz um bom trabalho, não só em Campinas, mas como em toda a região.

Continue lendo