Nada melhor pra começar essa longa resenha com um parabéns, vocês conseguiram! Foi caro, foi cansativo, mas foi divertido e valeu muita e pena. Graças ao convite da assessoria de impressa, tive a chance de conferir o evento na quinta-feira dia 4 e no sábado dia 6, e acredito que ir nos dias que julguei com a menor e a maior lotação me fez notar a diferença de público e de atrações e perceber que há conteúdo e audiência para quatro ou até mesmo mais dias de evento, mas agora vamos lá porque o assunto é longo!

comic con experience zona nerd vinicius perlato
Painéis
Esperava curtir mais essa atração, ainda bem que na quinta-feira tive a oportunidade de assistir os painéis do Édgar Vivar, do Sean Astin e da Paramount Pictures, literalmente sem nenhum esforço, sendo que esse último eu havia chegado somente 20 minutos antes do horário de inicio e conseguido um lugar razoável na lateral.

Um Goonie na Terra-Média: O ator americano Sean Astin, que atuou em Os Goonies e a trilogia O Senhor dos Anéis, além de vários outros filmes, mostrou simpatia total no palco, contou várias histórias da produção, da amizade com os outros atores da Sociedade do Anel, da sequência de Os Goonies, além de responder as perguntas da audiência de forma inspiradora.

sean astin comic con experience

30 Anos de Chaves: Édgar Vivar, o interprete do Senhor Barriga, apesar de estar próximos aos 70 anos, mostrou disposição a alegria no palco. Contou algumas histórias e comentou a morte de Roberto Gómez Bolaños, dizendo mais uma vez o que todos nós sabemos, que Chaves foi um gênio e viverá eternamente. Mas a parte mais legal do painel foi a exibição de algumas filmagens feitas por ele mesmo, nos bastidores da gravação, nas turnês do grupo pela América Latina e nos momentos de lazer que passavam juntos, são cenas emocionante, um material de primeira mesmo, que espero que caia na internet um dia para todos verem.

Paramount 2015: Primeiro painel de uma grande produtora. Não decepcionou! Teve trailer exclusivo de Exterminador do Futuro Gênesis, novidades de Tartarugas Ninjas e Projeto Almanaque e rodada de perguntas com os produtores, tudo muito bem organizado e com segurança para evitar que nada exclusivo vazasse.

fila gigante comic con experience

Já no sábado foi outra história, primeiro foi necessário passar pela maior fila em movimento que eu já vi, foi pouco mais de uma hora andando sem parar, para no fim ironicamente retirar o ingresso com o ticket que compramos pela internet para agilizar. Antes mesmo das 11h o auditório já estava lotado e a fila dos que desejavam entrar já se formava, mas acredito que quem já havia entrado no auditório Thunder, com capacidade para 2000 pessoas, não sairia mais até o final do dia, e sendo que o painel que iria exibir o filme O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos no domingo, as 10h30, já contava com fila desde as 22h30 do sábado. É pra se sentir numa Comic Con de verdade mesmo hein.

A crítica nesse fator vai para dois pontos: Um que o serviço de exibição nos telões laterais da filmagem do painel, que permitia que todos vissem o que estava acontecendo no palco e que pudessem acompanhar o que estava sendo falado em inglês através de tradução ao vivo via closed caption, simplesmente parou de funcionar nos primeiros painéis. Eu não quero apontar culpados, mas vi o logo da Viber durante todo o tempo que a telão não estava transmitindo, então fica aqui o puxão de orelha.

auditorio thunder comic con experience

Outro ponto foi a lotação dos painéis: Não sei se haveria algum esquema a se bolar, talvez na compra do ingresso você poder escolher um painel para assistir ou algo que obrigasse a trocar o público entre um painel e outro, porque ao meu ver, ter as mesmas pessoas assistindo todos os painéis do dia pode prejudicar os outros visitantes, além de afetar o comércio e as atrações do stands, já que não recebiam novos visitantes ao longo do dia. Tem um ano pra pensar nisso aí.

Stands principais (show floor)
Foi incrível a presença de lojas de action figures e outros colecionáveis no evento, mostrando cada dia mais que esse hobby chegou com tudo no Brasil e que o mercado aquece cada dia mais. Várias lojas físicas de todo o pais marcaram presença com stands lindos, mas o destaque ficou com a Iron Studios, que apresentou vários de seus protótipos, como as estátuas dos Guardiões da Galáxia 1/10, a figura articulada do Ayrton Senna 1/6 e vários outros exclusivos, além de trazer a tradicional exposição Tamashii Nation com as últimas figuras lançadas pela japonesa Bandai, em cenários magníficos.

marvel bandai hobbit comic con experience

Outra atração que atraiu bastante o público foram as áreas especiais para tirar foto, que incluíam estátuas dos Vingadores em tamanho real no stand da Marvel, o sofá do Central Perk de Friends, o Trono de Ferro de Game of Thrones, a Tardis de Doctor Who, a sala de estar d’Os Simpsons, o Batmóvel de 1966 em tamanho real, assim como a Máquina do Mistério do Scooby Doo e o carro do novo filme do Mad Max, juntamente com a presença de personagens perambulando durante o evento todo como Optimus e Bumblebee, Os Pinguins de Madagascar, a turma da Hora de Aventura e de Apenas um Show e os heróis de Smite. Tudo isso era possível graças a presença de empresas mundialmente renomadas como Disney, Warner, Fox, Sony, Cartoon Network, Hasbro, entre outras, provando mais uma vez que a organização se empenhou para trazer o melhor.

É comum em eventos desse tipo ao redor do mundo, ou até mesmo na Bienal do Livro ou no Salão do Automóvel aqui no Brasil você sair abarrotado de cacarecos. Confesso que quinta-feira havia pouco disso, mas no final de semana, atividades e brindes não faltaram. Foi desde armas infláveis (UOL Jogos), fotos personalizadas (Sony Pictures) e costelinhas no barbecue do Deputado Underwood (Netflix), passando por posteres, bottons, livretos e adesivos de diversas cores e tamanhos.

disney netflix hasbro fox comic con experience

Artists’ Alley
Eu não tinha concebido o quão essa área era interessante até ver os mais de 200 artistas originais brasileiros expondo seus trabalhos pessoalmente com tanto carinho ao leitor e afeto por suas obras. Além de encontrar os artistas que você já conhecia da internet, era imenso o prazer de passar olhando mesa por mesa, ter sua atenção capturada por uma capa, imagem ou frase, ter o enredo daquele quadrinho explicado pelo próprio criador a você, e por fim, ter a oportunidade de comprar excelentes histórias a partir de R$10,00. Confesso que nem havia levado em consideração esse atração no evento, mas foi uma das que eu mais gostei. Um abraço para o Fábio Coala, Flávio Luiz, Samuel Fonseca, Ana Recalde e Dênis Mello pelos ótimos trabalhos e por todo o carisma e atenção demonstrada nos minutos de bate-papo.

artists alley comic con experience

Banquinhas de Produtos
Diferentes dos stands, que eram o centro das atrações, as banquinhas faziam parte da célula “evento de anime” da convenção, junto com a atração da batalha campal, mas que apensar disso, não me decepcionou! Não vi nenhuma banca vendendo touca de personagens, tiaras com orelhas de gatinha nem canecas em excesso, até essa parte tinha produtos mais sofisticados como action figures raras e fora de linha, jogos de tabuleiros consagrados, HQs e encadernados, cardgames e até uma exposições muito legal de esculturas de papel!

batalha campal comic con experience

Praça de Alimentação
Nada de banquinhas de cachorro-quente com ervilha e cup noodles, até na parte do rango a organização pegou pesado, trazendo uma área muito confortável e franquias como Bob’s e Spoleto pra alimentar a galera, fora as lanchonetes e restaurantes de qualidade que estava presentes também, opções era o que não faltava. Tudo ligeiramente acima do preço, como latinha de refrigerante a R$6,00 reais e lanches a R$25,00, se bem que isso deve ser a realidade do paulistano, então tudo bem por enquanto.

Eu poderia até ficar com um pouco de remorso em recomendar para você que nos próximos eventos leve alguma comida na bolsa, ou até mesmo alimento para o dia todo, porque talvez eu estivesse prejudicando o comércio no evento, mas devido as filas insanas da maioria das lanchonetes, pode confiar, você não vai prejudicar ninguém, toda a comida que os restaurantes trouxerem, eles vão vender, ponto final. Fique a vontade para farofar.

veredito comic con experience

Veredito
Apenar dos inúmeros pontos a se melhorar, a CCXP foi um evento nunca antes visto no Brasil, em atrações, conteúdo e proporções, em uma situação que todos saímos ganhando! O Omelete, a Chiaroscuro Studios e todos os envolvidos da organização merecem o imenso parabéns por conseguir trazer a experiência da Comic-Con para cá. Todos os fãs também merecerem uma self-salva de palmas por conseguirem comparecer, esperarem nas filas enormes e cumprirem com a sua obrigação nerd de participarem do máximo de atividades possíveis. Se você compareceu, tenha certeza que agora você faz parte da história pop do país, se você não conseguiu, já pode ir se preparando para o ano que vem, já que com um público de 80.000 pessoas em 4 dias, a CCXP tem sua segunda edição confirmada para os dias 3 a 6 de dezembro de 2015!

Agora a organização tem um ano para fazer desse monstro que eles criaram, maior, mais forte e mais organizado. Até lá amigos!

Comentários