E se a mania dos jovens tomasse conta da vida de real de todos? Como faríamos para viver tendo emojis como cabeças em nossa sociedade? A galera do Andrew Films tenta responder essa pergunta… ou não.

Só fazer o swap de novo, dã.

Comentários