Para quem não sabe, Beat ‘em up não é a música do Michael Jackson, é um dos mais antigos gêneros de jogos, muito presente em fliperamas, que eu apelido para outras pessoas entenderem de “jogo de ir andando e dar porrada em neguinho”. Em minha tenra infância de férias no interior, eu pegava míseros 2 reais e ia para a mais famosa casa de videogame da região e me esbaldava em 2 horas de SNES. Considerando que se você jogasse com duas pessoas, ainda era 1 real a hora, não deu outra, eu e meu irmão viramos os jogos daquela loja e elegemos os melhores desse que é o meu estilo preferido.

Knights of the Round
Esse jogo eu fui conhecer depois de burro velho, mas já descobri que é um dos melhores de temática medieval, ganhando até do famosíssimo Golden Axe, que eu nem gosto tanto. Pra começar você não joga com um bárbaro maluco de sunga de pelúcia, joga com o King Motherfucker Arthur vestindo uma de suas melhores fullplate. A medida que você avança, vai podendo evoluir suas armas, armaduras e especiais, sistema que era raro na época e que merece destaque hoje.

Battletoads & Double Dragon
Eu iria colocar esse dois jogos separados na lista, mas aí me toquei que o melhor mesmo era o crossover deles. Nada melhor que do guerreiros nascidos de magia antiga e sapos anabolizados caindo na porrada em uma aventura espacial liderados por um cientista galinha. Na época eu achava o jogo extremamente difícil, mas depois quando fui relembra-lo anos mais tarde, vi que tinha uma formula bem fácil: avuadora! Só com ela você zerava o jogo em menos de 50 minutos.

Teenage Mutant Ninja Turtles IV: Turtles in Time
Vários jogos das Tartaturas Ninjas deveriam estar aqui, mas vou me apegar realmente ao mais bacana de todos os tempo. Ainda não entendo que como, com uma formula tão simples, um jogo desse poderia ter marcado tanto. Tinham poucos especias, os combos não evoluíam e era quase iguais entre os 4 irmãos, mas eu acho que aonde o jogo ganhava era nos oponentes, só no primeiro cenário, que era Nova York e a base do Destruidor, haviam 12 tipos de ninjas e uns 6 tipos de robôs, números respeitavéis na época, aí depois você ainda espancava pirata, homem das cavernas, pistoleiros, mais robôs… era uma ótima gama de oponentes. Não podemos esquecer também do clássico arremesso de ninja contra a tela, que era necessário saber fazer para vencer o primeiro chefão. Depois de um remake fail para DS, a Konami lançou uma remake 100% igual ao original se tratando de fases e inimigos para PS3 e Xbox 360, mais que eu ainda acho que lá no fundo ainda não é melhor que o original.

Final Fight
Nada nesse jogo realmente importa…cenários, oponentes, chefões, heróis, a única coisa que merece ser citada é Mike Haggar. Imagine que você é assessor do prefeito de sua cidade, você sabe que aquela figura respeitável de terno e gravata já foi um dia campeão de luta livre, mas hoje acredita que realmente seu interesse é a política e o bem de sua população. Uma notícia grave chega ao gabinete, parece que a filha do prefeito foi seqüestrada por uma gangue, as atitudes que você espera do seu assessorado é que mobilize a polícia e fique rezando em casa. Não! Ele arranca o paletó, aperta os músculos  e começa sua empreitada rumo a vitória caindo na porrada com qualquer pivete ou marginal que fique entre ele e seu objetivo. É só isso que importa… se você jogava Final Fight e não pegava o Mike Haggar, saiba que seu c* não será perdoado e que um dia ele vai se vingar. Cuidado aí que ele voltou em Marvel vs Capcon 3.

Captain Commando
Não tenho muito orgulho em admitir, mas vou dizer: Só consegui zerar Captain Commando com cheat, sempre morria na antepenúltima fase, por mais pilhado e empolgado que eu estava, nunca conseguia passar de lá. Esse era outro jogo que ganhava na quantidade de inimigos, mas principalmente nos heróis, quando se tem UM NINJA como personagem mais sem graça, é porque o que vem por aí é bom mesmo. Tinha um policial metalizado que eletrocutava e ateava fogo aos inimigos, uma múmia reanimada e com roupas de rapper que lutava com duas facas e um bebê super gênio que construiu um robô próprio para poder porrar bandidos… não tinha como isso não fazer sucesso.

Mighty Morphin Power Rangers: The Movie
Não sei se meu gosto por Power Ranger me fez dar valor a esse jogo, mas ele era realmente muito bom. Apesar da variedade diminuta de capangas na série (leia-se 2) eles até que inovaram no jogo e tinham sei lá, 8 tipos de minions para o jogo inteiro, além de é claro, os chefões sempre eram vilões que tinham na série. Tinha tudo que gostávamos da série (bom, que eu gostava), morfagem dramática, armas, Ranger Branco, só faltava mesmo era porrada com o Megazord, mas para isso tínhamos o ótimo Mighty Morphin Power Rangers Fighting Edition.

Comentários

17 comentários antigos

  1. Uma lista dessas feita por um brasileiro e sem Cadillac & Dinossaurs e Streets of Rage? Nossa!

    Um que sempre falta em listas é Maximum Carnage. Será que só eu curtia?. Separation Anxiety era da hora pq dava pra jogar em 2.

    Mas da hora sua lista. Concordo que são todos jogassos.

    Perlato:
    Cadillac & Dinossaurs eu fui conhecer só mais tarde, nem achei tão legal. Street of Rage era igual a Final Fight, mas esse tem o MIKE HAGGAR!!! e esses dois do Homem-Aranha eu jogava, mas fui relembrar eles, eram muito toscos.

  2. Maximum Carnage era foda sim vai!
    Meu preferido aí é Knights of the Round mesmo, que eu chamava só de Rei Arthur, mas o Percival era fodão! e tinha o Lancelot viadiiiinho.. xD

    Só sou obrigado a discordar que o MMPR: Fighting Edition era ótimo, isso sim é seu gosto por Power Rangers falando.. MM:TM era muito bom sim, mas os robôs lutando no FE me dava nos nervos, mto ruim.. 😛

  3. Beat’em up.. saudades hauha. O que eu mais joguei desa lista foi o Turtles IV, devo ter terminado esse jogo umas 200 vezes. E até hoje não sei como tacar os ninjas na tela, era sempre na cagada uahuah.

    Emulador de Snes, perlato arranjou trabalho rpa você nos próximos dias… =P

  4. Quando anunciaram o TMNT Arcade Edition pro DS achei que ia ser bem bacana e foi decepcionante. Porém tem um outro mesmo pro DS que é uma obra prima o TMNT 3 baseado na última série de TV. Ficou perfeito!

    Da lista, tenho traumas de Battletoads (fui no Camelô comprar Jurassic Park 2 e sempre vinha com o chip de Battletoads) e não conheci muito os outros… MEGA DRIVE FUCK YEAH!

    Acho apenas que faltou você indicar as plataformas. Pelo que entendi é SNES por isso Streets of Rage, Golden Axe ficaram de fora, não?

    Perlato:
    Não…eu jogava só no Snes, não sei se tinham para outras plataformas. Mas Street of Rage eu não jogava muito e não gostava de Gondel Axe….XD

  5. Muito bom post!
    Gosto muito desse estilo de jogo. Os meus favoritos eram o 1º das Tartarugas, para nintendinho (pela nostalgia) e Batman Returns, para Snes. Antes de ser lançado Arkham Asylum, Batman Returns era considerado o melhor jogo feito para o personagem da DC.
    Ah! Scott Pilgrim também merece destaque! Muito foda!

  6. Streets of rage é o Beat n’ up supremo, ele tem semelhanças com final fight, mas tem muitas caracteristicas próprias, como a trilha sonora fantástica, ou sua caracterização “warrios – guerreiros da noite”
    Merecia pelo menos uma citaçãozinha

  7. Muito legal essa lista, agora vc dizer que chegou a zerar eles? ai já é sacanagem. na epoca antes do Memory card, Zerar jogo era pra quem não tinha outra opção na vida a não ser varar a noite jogando. E 2 reais não dá corujão nunca.

  8. Tinha um jogo que vc escolhia entre um ninja que jogava shurikens, uma bruxa (se não me engano) soltava magia através do cajado e um guerreiro que usava uma bola com espinhos que ficava girando no ar. Me lembro que na época tinha o jogo dos Simpsons que jogava de ate 4 pessoas. Até hoje nunca encontrei informações, fotos ou algo sequer sobre esse jogo, se alguém souber me avise, há tempos que procuro esse jogo =/

  9. Brother, aquela imagem de Knights of the Round é de alguma versão de Mega-Drive? Ou algum remake/versão especial para SNES? É diferente da versão que tenho em casa… Show de bola!

    Ótimo post… Abraços!

  10. gabriel e noiprocs lembraram de um jogo bem louco: lembro que tinha vários personagens que vc agregava ao grupo ( até um demônio e um warlock) e todos evoluiam ; O cenário era uma torre e os andares, os estágios.
    favor providenciar mais informações sobre este clássico dos arcades

  11. Pingback: O cinema em jogos de porrada 8-bits

  12. Pingback: Beats of Power, um jogo fanmade de Power Rangers melhor que os oficiais | Zona Nerd