Bons tempos quando os brindes das comidas, revistas e promoção não eram digitais, não precisavam inteirar mais dinheiro e eram realmente legais. Se você é um noventista com orgulho, vai se lembrar da ótima coleção que inaugurou a nova era da Revista Recreio, tradicional impresso voltado para as crianças e pré-adolescentes, com atividades, entrevistas e muita informação legal.

Caso não saiba, os Letronix, lançados em 1996, eram brinquedos que representavam as letras do alfabeto que se transformavam em heróis, que, sob o contexto criado pela revista, eram guerreiros robóticos que lutavam contra a escrita errada e a falta de conhecimento.

Criados originalmente como Alpha-Bots pela Lakeshore, uma empresa da Califórnia fabricante de produtos educativos para crianças, a versão tupiniquim foi lançada em uma década que os fez um dos brindes mais incríveis do Brasil, mas que hoje em dia você sabe que tudo é produzido na China, sendo que inclusive pode comprar a coleção completa deles por R$87 no AliExpress.

O foco real dessa postagem é para a coleção Super Alphabet Robot Combiners, lançada em 2017 na Coréia do Sul, composto de letras gigantes que, além de virar veículos pesados, se juntavam em um megazord para combater seja lá o que for. Veja abaixo algumas fotos e o vídeo da montagem da primeira coleção, com as letras A B C D E F e G.

Onde assina a revista?

Quando alguém pergunta como é a Comic Con Experience é difícil dar uma resposta satisfatória. Caso esse pessoa seja assídua na cultura pop, a primeira comparação que pode ser feita é com a Brasil Game Show, que tem um porte aproximado e mexe praticamente com apenas um dos galhos dessa árvore nerd. Comparar esse evento com qualquer outro do circuito de animes, como Anime Friends, é uma ofensa imensa, já que o nível das atrações e do alcance dos eventos é bem superior. O evento fez história e se consolidou no país, acredito que daqui para fremte será uma tradição a ser levada. Eles aprenderam muito com o passado, vários erros foram corrigidos, mas ainda há muito o que fazer pela frente. Essas foram as nossas impressões da Comic Con Experience 2015.

comic con experience 2015 ccxp review como foi deadpool

Continue lendo

Não que o fato do público alvo do lanche feliz do palhaço ser crianças impeça algum de nós de comprar ele, mas com certeza faria muito mais sucesso (e seria menos constrangedor) se o McLanche Feliz tivesse uma versão feita para adultos. Veja as ideias do artista Newt Clements para os primeiros meses:

mclanche feliz adultos 01

mclanche feliz adultos 02

mclanche feliz adultos 03
Continue lendo

Nada melhor pra começar essa longa resenha com um parabéns, vocês conseguiram! Foi caro, foi cansativo, mas foi divertido e valeu muita e pena. Graças ao convite da assessoria de impressa, tive a chance de conferir o evento na quinta-feira dia 4 e no sábado dia 6, e acredito que ir nos dias que julguei com a menor e a maior lotação me fez notar a diferença de público e de atrações e perceber que há conteúdo e audiência para quatro ou até mesmo mais dias de evento, mas agora vamos lá porque o assunto é longo!

comic con experience zona nerd vinicius perlato
Continue lendo