Pelo nome você já pode imaginar que é um curta alternativo, cheio de técnicas de filmagem, ângulos pioneiros e críticas sociais… mas nunca imaginaria que é sobre um jovem que sai de casa sem tomar o seu café e é perseguido por sua mãe ninja enlouquecida. Veja!

Eu tinha desistido na primeira… “Dá essa merda logo pra eu cumê”.