Caso você não se lembre, láááááá em 2011 a internet ficou pasma com divulgação do episódio piloto da série nacional independente 3 Por Cento, que contava sobre um mundo divido, em que os habitantes do lado ruim só tinham uma chance de passar para o lado bom, se submetendo a um agressivo processo seletivo. Caso não conheça, clique aqui para assistir o piloto.

netflix serie nacional 3 por cento

Pois bem, o tempo passou e não se ouvia mais notícia dessa série, nada sobre patrocínio, nada sobre contratações e nada sobre estreia. Mas foi nessa manhã que recebemos a notícia épica que a Netflix, mãe dos desamparados e deusa do bom gosto, irá sim produzir a série!

A empresa encomendou ao todo sete episódios, que ficarão a cargo da Boutique Filmes a partir do ano que vem. 3 Por Cento se tornará então a primeira série brasileira da Netflix, com direto a distribuição no mundo todo! A estreia está prevista para o final de 2016 e já conta com os atores João Miguel e Bianca Comparato no elenco.

Acredito que a escolha não poderia ter sido melhor e que essa equipe realmente merece fazer parte desse marco da história nacional dos seriados. Parabéns a todos!

Sempre que você vai assistir um filme mais antigo, precisa expandir um pouco sua mente e coloca-la na época do filme, para entender melhor o contexto e a tecnologia do filme, mas mesmo assim é permitido dar risada e falar “Noooosssaaa que toscão!” durante a exibição do filme, ainda mais se tratando de um filme de 2005 dirigido por Peter Jackson e produzido pela Universal.

Veja abaixo a compilação feita pelo site World Wide Interweb dos piores efeitos especiais do cinema, seja de filme independente, galhofa, antigo ou até meio novo.

Eu curti o Escorpião Rei na época.

Apesar de tantos pedidos dos fãs, nunca vimos um jogo oficial de Pokémon com movimentação livre 3D… e ainda não vai ser dessa vez! Mesmo assim vale a pena ver o vídeo abaixo, onde mostra uma demo de um jogo 3D ainda em desenvolvimento, mas que já é possível ver alguns ambientes, ir no Centro Pokémon, batalhar e capturar os monstrinhos.

Criado pelo empresa brasileira Wohm Studio, especializada em modelagem 3D e desenvolvimento mobile, o jogo dispõe ainda há pouquíssimas informações sobre ele, já que esse demo foi divulgado ontem, mas já prometem novidades para sexta-feira agora. Todos aguarda.

O cenário independente de jogos está em constante crescimento, e agora, tão exponencialmente, que além de eu conhecer um grupo de desenvolvedores em minha cidade, vários de meus colegas estão envolvidos nesse ramo, e espero postar mais notícias sobre isso em breve.

ilex games

Mas pra começar, deixa eu contar que o colaborador Lucas Dias agora faz parte de uma produtora independente, a Ilex Games, sendo que eles acabaram de lançar o primeiro beta de seu jogo, o Inner Light, um misterioso jogo de plataforma com uma mecânica clássica e divertida de cores e luzes, e convidam todos a joga-lo gratuitamente no Kongregate, só clicar na imagem.

inner-light-zona-nerd

Como é uma versão beta, eles abriram um canal especial para feedback, no qual esperam todos os pitacos necessários para que o jogo fique o mais legal possível para todos, então conto com a sua ajuda para isso! Clique aqui e através do formulário, deixe sua opinião sobre o Inner Light.

Fazia tempo que eu não jogava algo tão envolvente e bem acabado.

papo yo zona nerd 1

Desenvolvido pela canadense Minority e criado pelo colombiano Vander Caballero, que se baseou em sua própria infância traumática para criar o enredo, o jogo conta a história de um brasileirinho chamado Quico, que por causa dos abusos do pai alcoólatra, criou todo um mundo de imaginação e fantasia para escapar da realidade, e é nesse mundo que ele vive a aventura de Papo & Yo.

O jogo consiste em uma série de puzzles físicos que envolvem empilhar, empurrar ou girar caixas para encontrar ou criar o caminho para a próxima área. O diferencial fica por conta do visual do jogo, construído todo por intermináveis casas de favela e as manifestações imaginativas de Quico, representadas por linhas de giz durante todo o jogo, permitindo que o cenário pudesse dobrar, virar, pular, flutuar, tudo que a imaginação de uma criança poderia produzir.
Continue lendo