Nomeada como pareidolia, esse fenômeno psicológico faz com que você veja formas familiares em objetos ou paisagens que não necessariamente devessem parecer com aquilo, igual enxergar um rosto na frente de um veículo. É exatamente isso que motivou o artista Keith Larsen a ilustrar algumas de essas situações em que passa e que não consegue mostrar para as pessoas o que ele vê.

Continue lendo

O animador Sean Charmatz convida você a ver o mundo através dos olhos dele na série de curtas Secret World of Stuff, onde objetos comuns ganham incríveis expressões.

Vai no canal dele para ver os outros.

Até quanto vai o nível de talento de um ilustrador? Acredito que desenhar a realidade seja bem perto do topo, depois vem o que? Só se for dar vida as peças. Veja o incrível trabalho do artista Howard Lee.

Plot twist: O martelo também era uma ilustração.

O mundo da impressão 3D está caminhando, e parece ter virado uma febre nos últimos anos, fazendo surgir conceitos, ideias e formas que o público comum nunca tinha visto.

A nova forma que trazemos dessa vez utiliza uma resina líquida de carbono que se solidifica quando exposta a luz, então a medida que a peça vai subindo, uma luz embaixo da plataforma da resina vai desenhando cada nível da impressão. Além de ser mais rápido que o convencional, ela parece ser bem mais detalhada, mas pelo jeito está mais longe da acessibilidade doméstica. Veja o vídeo e clique aqui para mais detalhes.

Se fosse pra escolher, ainda prefiro da impressora de metal.

Você já deve ter visto os curta-metragens de stop-motion do animador PES, que usam objetos como se fossem comida, em algum vídeo compartilhado do facebook ou enviado pelo zapizapi, caso você não tenha visto (primeiro melhore sua rede de amigos) e depois veja aqui em Fresh Guacamole e Western Spaghett, feitos respectivamente em 2013 e 2008.

Depois de tudo isso explicado, veja sua última criação em Submarine Sandwich.

Mesmo assim, dá fome.