Sabemos que os efeitos sonoros praticamente ditam o tom de alguma cena, sendo que, por mais dramática que ela seja, se você coloca uma risadaria de platéia no fundo, vira comédia automaticamente.

Sendo assim, a dupla Ylvis (a mesma do sucesso What Does the Fox Say) foi numa academia, colocou um efeito sonoro sintetizado saindo do sistema de som do local e sincronizou com as ações dos frequentadores. O resultado? Só ver abaixo.

Que o violino é um instrumento musical foda eu nem preciso investir energia para provar, porque sempre que tenho contato com a abertura dos X-Men dos anos 90 eu sou lembrado disso, mas o que você pode não saber é que ele é capaz de fazer incríveis efeitos sonoros. Acompanhe no vídeo do musicista Daniel Blair.

Todos sabemos que a música da abertura de Game of Thrones é imponente, característica e fodástica, mas perante tal glória é que as vezes esquecemos do valor os outros sons. O sound designer brasileiro Vicenzo Bosa fez o favor de nos lembrar e colocou uns efeitos sonoros bem legais em algumas das localidades da abertura da série do momento. Veja abaixo.

Se passar perto do Highgarden, dá para escutar os gritos.

Quem nunca viu um filme de artes marciais onde parte da trilha sonora fosse vinda de um gayageum? Esse antigo instrumento pode conter 12 ou 21 cordas e foi desenvolvido por volta do século 6 no antigo reino da Coréia. Mesmo sendo tão antigo, isso não impediu a artista Luna Lee de fazer seu próprio arranjo de um dos clássicos do rock, Free Bird do Lynyrd Skynyrd.

Isso me fez lembrar o hang drum também.

Mesmo não fazendo a mínima ideia o que eles falam durante a porradaria em jogos tipo Marvel vs. Capcom, ainda sim são todos efeitos bem característicos. Imagine esses sons durante a cena épica de luta do mais recente sucesso cinematográfico da Marvel.

Eu jogaria isso.